load
Se informe:

A Codel (Instituto de Desenvolvimento de Londrina) encaminhou à Câmara Municipal cinco projetos de lei de doação de terrenos para empresas já instaladas em Londrina, mas que pediram a cessão de uma área pública para ampliar sua produção. São terrenos que variam de 900 a 48 mil metros quadrados. Na lista estão as empresas Tubos Fenix, Grupo Leão, Fen Indústria e Comércio, Euro Import e F&K Group. Ou seja, todas já estão instaladas no município, mas pleitearam os terrenos para ampliar o parque fabril.

"São empresas que nos procuraram e investigamos porque elas têm possibilidade de começar a obra, gerar e ampliar seus empregos. A ampliação de empregos é o fator primordial. A análise para doação passa por uma comissão de desenvolvimento que conta com a participação da Acil (Associação Comercial e Industrial) e do Sinduscon", justificou o presidente da Codel, Bruno Ubiratan.

A maior área que a prefeitura pretende desafetar é de terras com 48.528,31 m² constituída do Lote da Gleba Primavera (zona leste). A beneficiária é a empresa Tubos Fenix, que pretende atingir 60 empregos diretos e ampliar seu parque industrial com aproximadamente 8 mil m² de área construída, além de área de pátio e estacionamento. A indústria prevê investir cerca de R$ 3,16 milhões entre obras civis, instalações, máquinas e equipamentos, sendo 30% com recursos próprios, e restante com financiamento.

Outra área, de 12.693,61 m2, na Rua Carlos Rottman (Parte do Loteamento Vila Marizia), região central, será destinada ao Grupo Leão, que fabrica peças para motores a diesel e deverá manter no local aproximadamente 60 empregos diretos. A empresa planeja investir cerca de R$ 7,5 milhões na obra.

Com a promessa de oito novos postos de trabalho, a Fen Indústria e Comércio está na lista para doação de um terreno de área de 2.212 m² que fica no Parque Industrial Germano Balan. A empresa atua no ramo de fabricação de pallets novos e reformas de pallets usados, ainda na industrialização de resíduos de madeira e lenhas em geral.

O grupo Acanthicus, que inclui a Euro Import Motos, pede por meio do projeto de lei a doação de uma área de 1.320,00 m² no Jardim são Francisco de Assis e compromete-se a manter no local aproximadamente 50 empregos diretos.

Por sua vez, F&K Group requer uma área de 6.343,21 m2 constituída no Parque Tecnológico de Londrina Francisco Sciarra. Em contrapartida, a empresa justifica que promete criar 93 empregos diretos. Ela está numa área de 1.200m² com expansão em andamento para uma área de 3.800m², conta com 100 colaboradores diretos e próximo a 130 indiretos. A indústria fabrica chicotes elétricos e produtos eletrônicos.

PRAZOS
As matérias começaram a tramitar na Câmara no final de janeiro e foram encaminhadas para avaliação de legalidade e constitucionalidade pela Comissão de Justiça, Legislação e Redação. Todas as empresas deverão iniciar a obra em até 12 meses após sancionada a doação. As obras devem ser entregues em 36 meses, contados da data da liberação da área para construção, sob pena de reversão do imóvel ao domínio do município, com todas as benfeitorias nele introduzidas, sem direito a qualquer retenção.

FONTE: FOLHA DE LONDRINA

Fique ligado

Cadastre-se e receba todas as novidades da F&K Group

Veja outros conteúdos

Chicotes elétricos - F&K Group